Sobre mim

  • Profissão : Cozinheira
  • Formação : Administração e Gastronomia
  • Idiomas : None Selected

Na infância, eu que sou mineira de nascimento e carioquissima de coração; já tinha o habito familiar de receber os amigos com guloseimas deliciosas, um costume familiar herdado de seus pais cozinheiros de mãos cheias. Com isso sempre me vi as voltas com panelas e fouets. Porém não foi tão fácil assim e antes de me entregar de vez a minha grande paixão, trilhei por outras áreas, fiz faculdade de administração e trabalhei na área até 2006. Sempre dividindo meu tempo com as palavras e as panelas e presenteando os amigos com jantares, reuniões a beira do fogão e sempre regados a muita conversa, pois adoro bater um bom papo. Em 2006, com 30 anos, resolvi seguir seu coração, unir o útil ao agradável. Em 2007 na cidade de Guarapari, abri o DOM, um nome sinônimo de talento, o meu talento, o meu dom. O restaurante funcionou até meados de 2009, quando eu resolvi alçar vôos mais altos… Havia chegado a hora de descobrir novos temperos, novas misturas… E ai aportei em Niteroi no bistro Açúcar & Pimenta, que foi meu lar por três incriveis anos, mas ficar parada não é meu estilo, preciso de movimento, de inspiração… E hora de recomeçar…. Levei meus temperos pra uma nova viagem…. Novas descobertas…. A minha cozinha é de autoria, não tem pirotecnias nem invencionices maluquetes: minhas criações são baseadas em estudo, domínio de técnicas, paixão por ingredientes frescos e uso de sabores nacionais mesclados a receitas tradicionais internacionais. Sou autodidata e intuitiva; adoro brincar com temperaturas, aromas, cores e texturas, estimulando todos os sentidos. Não passei por escola internacional de gastronomia, e nem mesmo faço questão de dizer que trabalhei com grandes chefs. Mesmo assim, venho seduzindo e conquistando os mais exigentes paladares. Misturando meu carisma e influências de diversas culinárias, que ganham destaque nos temperos que sempre trago de minhas viagens e descobertas. Temperos que, aliás, são meu grande xodó, pois eu mesma faço questão de cultivar muitos deles, e selecionar pessoalmente tudo que entra na minha cozinha. Eu digo que cozinhar é uma arte, e você não deve ter medo de arriscar, de ousar. E assim eu não quero ficar presa a uma só tendência. Resolvi abrir minha casa e mostrar que ainda existe o prazer de comer bem. Minha inspiração? Um sorriso, uma musica, um livro… Lembranças da infância, e até mesmo um passeio pela feira.

Comentários (0)

' '